Notícias 2021

O cantor Tuia acaba de lançar o single Romaria e mostra sua nova versão para o clássico de Renato Teixeira

Versão do clássico de Renato Teixeira, Romaria estreia nas plataformas digitais na voz do cantor e compositor Tuia. A canção traz uma pegada mais folk rock da música que já uniu os dois artistas há 25 anos atrás quando Tuia com sua banda Dotô Jeka lançou no primeiro disco uma versão de Romaria mais roqueira com violas caipiras e participação especial do autor, sendo destaque na revista Billboard de 1996.

O single já está disponível em todas as plataformas digitais

Fotografia é uma canção da parceria do paraibano Luis Kiari e do cantor e compositor cearense Tom Drummond.

Ela fala da relação entre o ser e o sagrado que há dentro dele, representada pela Luz. Uma Luz que ilumina tudo ao redor e todas ações do indivíduo que a deixa entrar em sua morada, em seu íntimo.

A linda canção já está disponível em todas as plataformas digitais.

A cantora Maria Marcella acaba de lançar o seu primeiro EP intitulado Mudanças do Amor, e celebra as Mudanças pelas lentes de Vinícius de Moraes, Cartola e Ivan Lins e Vitor Martins em nova parceria com Gilson Peranzzetta.

Fazem parte do EP as músicas: Além do Amor e Medo de Amar de Vinicius de Moraes,
Nós Dois de Cartola e Mudança dos Ventos de Ivan Lins e Vitor Martins.

Esse belo trabalho já está disponível em todas as plataformas digitais.

Às vezes o amor
Luis Kiari acaba de lançar o seu novo single “Ás vezes o amor”, canção em parceria com Matheus Vk e com o compositor catarinense Bruno Kohl.
A música fala do amor em sua essência e todas as suas nuances. Da profundidade e leveza que ele – o amor – traz e nos salva dos pesos da dor. Da doação e resiliência de quem ama. Da escolha em amar e da descoberta do amando sem escolha, mas que nos liberta. Da simplicidade fecunda do amor em tudo, da manifestação no dia a dia, na simplicidade dos gestos, nos instantes infinitos que não exigem a simetria do tempo e da desobrigação do outro no amor próprio e pelo o outro, já que às vezes o amor é só, não requer aceitação, ele simplesmente é.

O single já está disponível em todas as plataformas digitais.

Depois de lançar, já em meio a pandemia, ano passado, o seu segundo Álbum, “Dentro D’Água” em parceria com Dori Caymmi, a cantora Maria Marcella apresenta o seu 1º EP, intitulado “Além Do Amor” em outubro.
Para abrir o EP, Marcella apresenta o seu primeiro single intitulado com o mesmo nome. A linda canção do músico Vinicius de Moraes, agora na linda voz potente e suave ao mesmo tempo da cantora.

O single já está disponível em todas as plataformas digitais.

O cantor Tuia acaba de lançar o seu novo álbum ao vivo com interpretação intimista de seu repertório.

O disco “Ao Vivo e Só” traz canções da carreira solo de dez anos e ganha edição exclusiva nas plataformas digitais. O repertório conta com sucessos como Tua Pele Aos Fogos, Bar de Beira, De Repente, À Mexicana, Flores da Manhã e muito mais. 

O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais.

Hit Parade: Trilha de série dos bastidores musicais dos anos 80 chega às plataformas de streaming.
Hélio Costa Manso e nomes da nova geração como Maria Beraldo, Bemti, Caê Rolfsen e Léo Versolato, compuseram 14 canções originais e duas faixas bônus correspondentes a um personagem e a um universo específico da época – brega romântico, new wave, música infantil, disco music.
Um dos destaques da trilha é a canção que está tocando no vídeo, intitulada como Caqui Frappé, composta por Maria Beraldo, do elogiado álbum “Cavala”.
“Além de trazer toda a experiência do Hélio Costa Manso, a ideia com os novos compositores era revistar o pop oitentista, com os olhos de hoje. O resultado ficou maravilhoso”, finaliza o diretor Marcelo Caetano.

O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais.

O músico e Clarinetista Paulo Sérgio Santos acaba de lançar o seu novo álbum intitulado: Peguei a Reta.O disco que vem com 14 faixas, conta com canções como Apanhei-te Cavaquinho de Ernesto Nazereth, Remexendo de Radamés Gnattali, Cheguei de Pixinguinha e Benedito Lacerda, Dino Pintando o Sete Cordas de Sivuca e Glorinha Gadelha e música autoral como Samba da Lua entre outros grandes sucessos da música popular brasileira.

O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais.

Já está entre nós o single “A Gente”, parceria dos músicos Nino Karvan e Chico César.

A letra da canção foi escrita por Nino numa madrugada insone onde refletia sobre a condição da alma humana nos tempos atuais e de como ela se manifesta em momentos densos como a pandemia, principalmente nos grandes centros urbanos, onde a solidão coletiva é uma marca, agravada, ainda mais, pela imposição do distanciamento social e que, também, acaba se refletindo no distanciamento afetivo, na falta de empatia. A arrogância, o “salto alto” e o orgulho de algumas pessoas têm um teste terrível diante da realidade da fragilidade de todos diante de algo pequeno; invisível a olho nu, como o vírus. Ato contínuo enviou a letra para Chico. Uma semana depois ele devolveu uma gravação em voz e violão com a letra musicada, com uma melodia encaixada perfeitamente, captando o sentimento de cada palavra, traduzindo em sons os questionamentos e constatações da letra.

O single já está disponível em todas as plataformas digitais.

“Bela Menina”, lançamento do músico Luis Kiari.

O Luis Kiari é um artista campinense que nasceu no dia 15 de Julho, mês que ainda é banhado pelas festas juninas na sua cidade. Kiari sempre é visitado por esse tema em suas obras, suas lembranças, sua saudade e sua criatividade, que resultou em xotes, baiões e forrós. Devido à pandemia da Covid-19, 2021 é o segundo ano consecutivo sem festas juninas, uma comemoração que embala a fé, a alegria e a esperança do povo nordestino. Diante disso, o compositor se juntou à toda sua gente neste momento “nostálgico” e lançou o xote Bela Menina, composta com Gugu Peixoto.

A música Bela Menina, é quase como se a menina da letra fosse a festa, que se vê passar de longe, sem poder estar junto, que se sofre por isso, mas que se acredita que o tempo trará novos ares, que todo o sofrimento vai passar e que um novo amor chegará no coração e a vida voltará para o lugar.

O single já está disponível em todas as plataformas digitais.

Os músicos Gabriel Soares e João Baracho representam o encontro de gerações distintas, mas com referências artísticas compartilhadas.

Os dois descobriram que tinham a mesma ideia de um projeto musical, gravar um álbum com canções que tivessem como título nomes de mulheres. A conexão foi tão imediata e verdadeira, que os dois estão lançando seu primeiro trabalho, “Quem é ela?”. São 10 canções clássicas da MPB em novas leituras, com arranjos e interpretações originais.

O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais.

Élcio Dias & Amorim: cantadores da cidade de Embu das Artes, na região metropolitana de São Paulo, lançam pela produtora e gravadora Kuarup o álbum digital em homenagem a Pena Branca & Xavantinho. 

Músicos influenciados por clássicos do repertório caipira e ritmos da cultura popular como a congada, o pagode, a Folia de Reis e músicas juninas, Élcio dias & Amorim se juntaram em torno da obra de Pena Branca & Xavantinho e realizaram um trabalho autoral, interpretando os grandes sucessos da dupla. 

O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais.

Samba É Amor é o título do quarto trabalho de Marcelo Kamargo, compositor, violonista e intérprete mineiro, nascido em Coronel Fabriciano, em Minas Gerais.

O projeto do álbum nasceu a partir de três sambas compostos por Marcelo: Aprendiz, Samba Até Cair, Um Filme De Amor, e um encontro com Ricardo Gomes em Samba É Amor e Embriagado Com A Solidão.

O disco conta com 11 faixas bem trabalhas. Não perca tempo e confira na sua plataforma preferida

Já está entre nós, a linda canção Tomé, do músico Luis Kiari com a participação especial de Elba Ramalho.
A música, pensada pelo cantor e compositor Luis Kiari para ser seu primeiro lançamento desse ano, traz um pedido de coragem, força e fé, bem propício e necessário para este momento.
Intitulada “Tomé”, a canção é uma mensagem de fé em Deus, mas também de uma responsabilidade do fazer de cada um.
A voz forte de Elba, com a suave de Kiari, resultou em um tempero na medida para a corajosa e esperançosa “Tomé”.

Segundo single do cantor e compositor Tuia que faz parte do álbum Horizonte em Queda Vertical, com estreia marcada para outubro.

Tuia escreveu essa música em homenagem a sua mulher, o verso que abre a canção “a brisa alisa o vento a tempestade arranhar o mar…” é uma licença poética usando o apelido dela Lisa.

Lançamento do compositor, violonista e intérprete Marcelo Kamargo. O músico acaba de lançar o seu single Samba é Amor em todas as plataformas digitais. 

Samba É Amor: “Sambar é reinar, sambar é brincar, sambar é gostar de você, sambar é viver bem querer” . A canção ressalta que o samba é uma força que vibra a emoção e pode ser leve, nobre, ágape amor.

O lançamento faz parte do selo Lobo Kuarup, parceria com o violeiro Chico Lobo e produção musical de Ricardo Gomes.

Hoje tem lançamento do álbum O Berrante Pantaneiro que recebeu a regência do maestro Leandro Carvalho ganha edição exclusiva nas plataformas digitais. O álbum O Berrante Pantaneiro, disco do músico Milton Guapo em parceria com a Orquestra de Mato Grosso, já está disponível nas plataformas digitais.

As composições do álbum são de autoria do compositor cacerense Guapo e trazem como “solista” os “berranteiro” Chico do Berrante, que entoa seu instrumento junto com a Orquestra nos movimentos da sinfonia. O compositor é um pesquisador da cultura mato grossense, em especial a da Baixada Cuiabana e do Pantanal, e certo dia sentiu uma vibração que mais parecia o eco de um cânone das escalas e modos que ouvia quando criança.

Pantanal Sinfônico inspira-se na rica cultura do Pantanal para criar obra original, com lançamento nas plataformas digitais

Já está disponível nas plataformas digitais o álbum Pantanal Sinfônico, disco do músico Guapo em parceria com a Orquestra de Mato Grosso, sob regência de Leandro Carvalho, lançado pela produtora e gravadora Kuarup. 

As obras que compõe o álbum são de autoria do compositor Guapo, com orquestração de Italo Peron, pretendem ser um “testemunho autóctone” da alma região. Guapo nasceu à beira do rio Paraguai, na cidade de Cáceres, e é descendente de estirpe pantaneira com mais de dez gerações.

“O álbum foi lançado pela primeira vez em 1984, no Rio de Janeiro, e é o fruto do encontro feliz entre diversos músicos, cantores, instrumentistas, compositores e técnicos de gravação. Alguns deles já tinham a carreira musical consolidada, outros, apenas iniciada e outros ainda, como eu, estavam começando.
Lançamos mil discos (1.000) em uma produção independente, em 1984, e mais tarde, em 1990, mais 500 cópias em formato de CD, e nada mais. Nada Más! Porém, passados 35 anos, acredito que ele ainda seja um dos meus discos mais conhecidos. E que prazer poder dizer pra vocês que meu primeiro disco está nas plataformas”.

Clara Sandroni

Flores da Manhã, música do cantor @tuiacantor com participações de @saeguarabyraoficial e @zbaleiro .

A música é a síntese do encontro de três gerações da música brasileira que se influenciaram mutuamente nesse inédito trabalho, resultando em melodias e letras emocionantes num mosaico cultural das viagens ao interior do Brasil, berço cancioneiro do rock rural ou agora folk nacional.

A cantora @cantoramariamarcella acaba de lançar dois singles em um: Estrela do Mar e Marinheiro. O lançamento é uma linda homenagem à diva @dalvadeoliveira.fc

A canção já está disponível em todas as plataformas digitais.

O álbum “Temática brasileira” é o terceiro trabalho lançado pelo pianista @henriquemotamusic, com duas músicas autorais e duas releituras, tem a proposta de expressar a liberdade, improvisação no novo cenário do jazz contemporâneo Brasileiro, conta com os músicos: Vinicius Chagas (Sax e flauta), Felipe Garcia (guitarra), Manassés Nascimento(Bateria), André Soratti (Baixo acústico).

Flores da Manhã, música do cantor @tuiacantor com participações de @saeguarabyraoficial e @zbaleiro .

A música é a síntese do encontro de três gerações da música brasileira que se influenciaram mutuamente nesse inédito trabalho, resultando em melodias e letras emocionantes num mosaico cultural das viagens ao interior do Brasil, berço cancioneiro do rock rural ou agora folk nacional.