Já está disponível nas plataformas digitais o álbum Pantanal Sinfônico, disco do músico Guapo em parceria com a Orquestra de Mato Grosso, sob regência de Leandro Carvalho, lançado pela produtora e gravadora Kuarup.

As obras que compõe o álbum são de autoria do compositor Guapo, com orquestração de Italo Peron, pretendem ser um “testemunho autóctone” da alma região. Guapo nasceu à beira do rio Paraguai, na cidade de Cáceres, e é descendente de estirpe pantaneira com mais de dez gerações.

A Sinfonia Nativa Rio Paraguai em Quatro Movimentos e Canto Guacho retratam o cavalo pantaneiro e o ribeirinho diante da ameaça furtiva que o Pantanal vem sofrendo. O Álbum também retrata e homenageia o Marechal Rondon, um dos mais brasileiros mais ilustres de todos tempos, ainda pouco conhecido do grande público. Guapo compôs Rondon, Transcendência de um Avatar em sua homenagem, utilizando gravações de telégrafos e temas indígenas para retratar a saga do Marechal pelos interiores do Brasil. O Rasqueado Contemporâneo, obra de Guapo em parceria com Marcos Levi, visita este gênero típico da região, com arranjo para cordas e solo de trompete do próprio Levi.

Voltar