O músico Billynho Blanco faz sua estreia pela gravadora e produtora Kuarup com seu primeiro trabalho solo. Filho do cantor Billy Blanco, que foi parceiro de Tom Jobim e Baden Powell, o violonista e pianista passou parte de sua vida morando no Peru, Paris e Nova Iorque. Estudou piano na Julliard School, gravou com Yoko Ono no estúdio Record Plant, e foi pianista do legendário músico Richie Havens. Fez carreira solo tocando por anos no City Lights Club, charmosa casa noturna do bairro de Greenwitch Village e no Rare Form, no Upper West Side. Compôs jingles para publicidade e estudou artes dramáticas com Michael Beckett no HB Studio. Neste projeto Billynho se lança como intérprete em repertório que traz canções inéditas autorais com parceiros como Paula Padilha e Paulinho Mendonça, um dos autores do clássico Sangue Latino, do grupo Secos & Molhados. No álbum, mostra o seu lado multi-intérprete, cantando obras em português, inglês e francês. Como destaques, o álbum apresenta três obras que ganharam lançamentos em singles nas plataformas digitais além de videoclipes: a bossa nova Parti Capuri, inspirada a partir de um sonho, uma viagem e a história de uma saudade; John Lennon, música em homenagem ao ex-Beatle, morto em 1980 e O Nome da Cidade, obra de Caetano Veloso, canção que mostra as belezas e tristezas do Rio de Janeiro.

Voltar