ARTISTA DO MÊS

O envolvimento de Kiari com a música começou na infância, em Campina Grande, no estado da Paraíba, ao ouvir o pai cantarolando versos de Maurício Reis, Altemar Dutra, Agnaldo Timóteo, Nelson Gonçalves, entre outros, enquanto o acompanhava no trabalho rural. Na adolescência teve seu primeiro contato direto com a música por meio dos instrumentos tocados pelos três irmãos cegos, que então estudavam na capital paraibana. Foi nesta época que Kiari aprendeu a tocar violão e começou a ter acesso aos primeiros CDs de música popular brasileira, trazidos pelos irmãos.

Aos 19 anos desembarcou no Rio de Janeiro e intensificou seu envolvimento com a música dando aulas de violão por indicação de amigos da igreja que frequentava. Através destes amigos conheceu aqueles que hoje são seus principais parceiros de composição como Caio Sóh, Gugu Peixoto e Fred Somer. A difícil adaptação do menino do interior do nordeste à realidade de uma grande cidade e a angústia silenciosa deste choque cultural transformaram-se na primeira composição do artista, em 2004, chamada “Terra Ardente”. A partir daí não parou mais. Em 2006 Kiari formou-se em Produção Fonográfica e ampliou seu interesse pelas palavras e por filosofia, frequentando o curso de Literatura da UFRJ como ouvinte.

Foi nesta época que conheceu Caio Sóh, que abriu a varanda de seu apartamento no Recreio dos Bandeirantes para encontros de música e poesia com jovens artistas de várias partes do Brasil. Destes encontros nasceram “Os Varandistas”, que chegaram aos palcos da MPB em 2010. Foi durante estes encontros que Kiari conheceu a jovem cantora Maria Gadú, que gravou em 2009, em seu CD de estreia, a canção Linda Rosa, composição de Luis Kiari e Gugu Peixoto, e que foi escolhida como parte da trilha sonora da novela Cama de Gato, da Rede Globo. Com Gadú, Kiari tocou em casas como o HSBC e Credicard Hall (SP), Vivo Rio e Teatro Rival (RJ), e participou da gravação do primeiro CD/ DVD da amiga, onde fez um dueto com sua canção “Quando Fui Chuva”, composta em parceria com Caio Sóh.

Voltar