Depois de 10 anos com a banda Dotô Jéka, grupo precursor do rock rural dos anos 90, de três discos de canções inéditas autorais e do projeto Nós do Rock Rural, álbum ao vivo com as participações dos maiores nomes do gênero como Guarabyra, Tavito, Zé Geraldo e Ricardo Vignini, lançado pela produtora e gravadora Kuarup em 2019, o músico Tuia volta com um novo trabalho como intérprete em versões ousadas de grandes clássicos mineiros e pantaneiros. Versões de Vitrola Volume 1 traz hits como Espanhola de Sá, Guarabyra e Flávio Venturinni, Chalana, que ficou consagrada na interpretação de Almir Sater, Senhorita, clássico de Zé Geraldo, Linda Juventude do grupo 14 Bis, que contou com a participação de Ana Vilela, cantora de maior sucesso da nova geração do folk pop e Começo Meio e Fim de Tavito, que foi um estouro na versão do grupo Roupa Nova. O trabalho também traz o frescor de uma canção inédita de autoria de Tuia chamada Flor. O CD ousa em colocar para um novo público um apanhado de vários clássicos da música popular brasileira, desde os mais regionais até os mais populares, trazendo na voz de Tuia novos arranjos e uma modernidade para o futuro da MPB. O disco foi produzido e mixado por Juliano Cortuah, produtor de novos nomes do cenário folk pop como Ana Vilela, AnaVitoria e Outro Eu... no estúdio Nave 33 RJ e masterizado em Miami por Felipe Tichauer no Redtraxxmusic, renomado engenheiro de som, ganhador de seis GRAMMY latino.
Voltar