A cantora Maria Alcina está de volta com um novo projeto comemorando seus 70 anos de idade. A convite do maestro Ederlei Lirussi, regente da SP Pops Symphonic Band, apresentou-se pela primeira vez ao vivo com grande orquestra, iniciando de maneira grandiosa as comemorações desse marco em sua vida. In Concert é o novo disco de Maria Alcina, intérprete mineira que eternizou a música Fio Maravilha de Jorge Benjor com sua performática atuação no Festival Internacional da canção de 1972. Com repertório que faz um passeio pela música vanguardista de Alcina em todas as fases de sua carreira, o álbum lançado pela produtora e gravadora Kuarup traz o registro de espetáculo gravado em janeiro deste ano no Teatro da UMC em São Paulo. O encontro inusitado entre a estética clássica das orquestras e o vasto universo pop criativo e versátil que consagrou a carreira da artista traz no repertório do CD clássicos como Fio Maravilha (Jorge Ben Jor, 1972), Kid Cavaquinho (João Bosco e Aldir Blanc, 1974) e os sucessos Tome Polca (José Maria de Abreu e Luis Peixoto, 1950), Prenda o Tadeu (Antonio Sima e Clemilda, 1985) e Eu sou Alcina (Zeca Baleiro, 2013) entre outras composições presentes no aguardado álbum de Maria Alcina. A produção do CD que traz fotos da gravação do show é assinada pelo jornalista Thiago Marques Luiz com sofisticada ilustração de capa e encarte a partir de fotos de Mateus Capelo, Paulo Watanabe com produção e projeto gráfico de Leandro Arraes.
Voltar