Novo e aguardado projeto do cantor, compositor e violeiro Chico Lobo, o álbum Viola de Mutirão – Do Sertão Ao Mundo é o 16º trabalho da carreira de mais de 30 anos do músico mineiro. O álbum que apresenta vários convidados, grande produção e arranjos, é inspirado nas festas de mutirão e mergulha nas manifestações coletivas das festividades, nas expressões de religiosidade, de amizade, de fé e alegria. A viola caipira, instrumento que melhor reflete a alma do Brasil raiz comanda 13 canções e repertório que mistura regravações com músicas inéditas do artista além de participações especiais. A cantora Maria Bethânia é a convidada mais esperada do disco e interpreta Maria, melodia criada por Chico Lobo em sua homenagem. O músico Renato Teixeira faz dueto com o violeiro em Meu Chão e o Quinteto Violado participa na melodia Acorde Brasileiro com seus vocais e arranjos elegantes. O compositor Paulinho Pedra Azul empresta a voz na faixa Tempo de Colher e o violeiro João Araújo divide a releitura de Asa Branca, hino de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira com Chico Lobo. No repertório do CD que sai pela gravadora Kuarup destaque para a regravação de Disparada, um clássico da música popular brasileira criado por Geraldo Vandré e Théo de Barros. O disco que tem elogiado projeto gráfico e ilustrações da designer Fernanda Ribeiro Ferreira foi mixado e masterizado por Ricardo Carvalheira com produção do músico Ricardo Gomes.
Voltar